quarta-feira, 29 de julho de 2009

Café na cama

Estava chovendo bastante, estava na sala tomando um trago de gin, quando a vejo sair do meu quarto, linda apenas vestindo sua calcinha e uma camisa azul clara minha. Ela estava sensualmente desarrumada, o que tornava isso sensual, era saber que era por minha causa os seus cabelos despenteados.
- Bom dia amor, dormiu bem?! - a perguntei
- Você não me deixou dormir com seu ronco.
- O que bom que quer café.
Mulheres mal humoradas eram as minhas prediletas, que mentira, todas eram minhas favoritas. Essa se chamava Amanda, era bem chata não tínhamos assunto algum, ela não entendia nada de artes, de música ou cinema, só entendia de sapatos e etiquetas, mais no final das contas eu não me importava, ela queria sexo e eu também.
- Querida, vá se lavar para tomarmos café.
- Seu banheiro é imundo!
- O pare de reclamar ontem a noite você nem notou as manjas do lençol.
- Claro, estava escuro.
- E você de olhos fechado.
- Ok, você venceu.
Nos beijamos e voltamos pra cama, quando acordei olhei para o lado, ela não estava mais lá.
Pelo menos tinha café quente e o banheiro estava limpo.

Um comentário:

  1. Somos a futura nova geração beat? hahaha
    que pretenção!

    Foda o texticulo, velho!

    Café quente no sangue cura.
    hehehe

    ResponderExcluir